28/04/2015

Dia da Mãe

Vem aí o dia da Mãe a passos largos e eu andava sem ideias nenhumas. Até que entrei na Parfois. A minha mãe tem duas ou três malas que usa pontualmente e uma básica preta que usa até ficar em farrapos, altura em que a substitui. Vou começar a mudar isso e ando a espreitar estas coisas bonitas da Parfois. A coleção boho está linda e está uma nesta seleção de quatro malas que achei versáteis, práticas e bonitas.


1. shopper puntacana 29,99€
3. shopper racket 27,99€
4. shopper boho dream 33,99€

Depois há sempre a parte dos porta-moedas, que residem dentro das malas, mas quando saem podem ter o seu momento de glória. Gosto quando vejo alguém a tirar um porta-moedas incrível de dentro de uma mala bastante discreta. Então, procurei um modelo básico, o vanilla, e depois três mais tcha-nam. Adoro o amazonas! Mas acho que a minha mãe não ia apreciar ter uma selva dentro da mala. ahah Algo mais sóbrio como o victoria set é perfeito. 

26/04/2015

0,5% do IRS

Este fim de semana fiz o IRS dos meus pais (e também meu, pela última vez). Com a papelada toda organizada e valores somados, nunca achei muito difícil completar esta tarefa. Espero que quando fizer o meu primeiro IRS para o ano, seja tão expedita como agora. O prazo é diferente devido a alguns anexos necessários então só dia 1 de Maio vou completar o documento e proceder ao envio. Mas este ano tive algumas dúvidas sobre a consignação dos 0,5% do IRS. Desde que sou voluntária na Acreditar, doámos sempre a esta instituição. Mas este ano senti a necessidade de dar a outra entidade de solidariedade social. A minha mãe teve a sugestão ideal. Ajuda de Berço. Bebés e crianças que necessitam de coisas tão básicas como fraldas, leite, cremes e medicamentos. Parece perfeito. Não deixam o estado ficar com aquela parcela e vai para quem realmente tem necessidade.

25/04/2015

Poupança #4

Visto que voltei a tocar no assunto de poupar, decidi escrever mais um conjunto de dicas. Estas são mais personalizadas, porque são rotinas habituais cá de casa.

Quando vou às compras, já levamos a lista feita em casa de acordo com o folheto da semana e outras promoções. No supermercado, depois de trazer tudo o que está na lista passamos pela zona de frescos, preparados de sopas/saladas, massas folhadas, queijos e até carne. Tudo o que é cortado e embalado, porque podem ter uma bela etiqueta a avisar que está em aproximação do fim de validade então o preço desce para metade. É costume trazer cogumelos laminados frescos e fazemos creme de cogumelos em grande quantidade para termos refeições congeladas. 

Cortar é a palavra de ordem. Quando o vosso maravilhoso creme de rosto, o hidratante corporal ou o champô chegam ao fim, nunca, mas nunca deitem fora a embalagem. Peguem numa faca ou tesoura e cortem ao meio. Vão ficar chocadas com a quantidade de produto (caro!) que ainda contêm. Quando abri o meu creme de rosto, de apenas 40ml, juro que ainda deu para mais uns 10 dias de utilização.

Utilizo sempre talões de desconto na gasolina. O Continente costuma dar talões de desconto em cartão em gasolina, então utilizo sempre o que tiver menos validade e guardo os outros. Quando acontece não ter, utilizo o meu Cartão Jovem Galp que dá desconto direto.

Damos as leituras das contas cá de casa todos os meses. Os contadores de eletricidade, gás e água são muito policiados por nós. Ele tem alarme no telemóvel nos dias em que temos que dar a contagem (por telefonema grátis) e assim as contas são sempre justas e sem extras imaginados.

Trocar as lâmpadas por lâmpadas economizadoras. É um investimento a médio prazo. São mais caras que as lâmpadas normais, mas têm uma duração muito maior e consomem consideravelmente menos energia.

Quase todos os museus e locais históricos têm um dia grátis. Costumo ver nos websites dos locais ou ligo a perguntar, mas têm quase sempre um dia ou uma manhã grátis. Por exemplo, no Museu Nacional Machado Castro a entrada é grátis todos os 1ºs Domingos de cada mês, e no Panteão Nacional também com entradas até às 14h. Podem continuar a ver sítios bonitos sem pagar nada.

22/04/2015

Look | jeans in the wild

Vamos passar de jeans e camisolas para calções e tops de um dia para o outro, escrevam o que vos digo. Meia estação é coisa do passado. Aqui ora ando de havaianas nos pés, ora me enfio num pijama polar. Uma inquietação. Mas ainda há dias com sol e uma brisa fresca que lembra algo similar a meia estação. Neste dia, fomos passear a um miradouro na zona onde vivo e o dia estava bonito. Gosto particularmente de não ter que andar com o casaco atrás. Sinto-me mais leve. E ter cortado um bocadinho do meu cabelão, também me fez sentir mais leve. Ajudou a ficar mais saudável e forte. Nestas fotos ainda está por cortar e adoro-o na segunda foto, simples só com os seus jeitos naturais.

sweater Oysho | jeans Zara | shoes Calçado Guimarães | sunnies Ray-Ban